Como transformar uma vaga temporária em efetiva

Como transformar uma vaga temporária em efetiva

Como transformar uma vaga temporária em efetiva

As vagas temporárias são uma porta de entrada para o mercado de trabalho. No fim do ano de 2019 e começo de 2020, milhares de pessoas se beneficiaram com alguma oportunidade, principalmente no comércio. Com o aumento de consumidores próximo ao período de festas e, nas cidades litorâneas, em toda a temporada de verão, as contratações foram inevitáveis. Agora, a grande questão está em como se manter no cargo.

“O funcionário temporário deve agir como efetivo”. O conselho é do consultor em recursos humanos, Fábio Sartori, diretor do Grupo Sartori, responsável pelos processos seletivos em grande parte das empresas do Porto de Santos. Ele explica que o principal erro do trabalhador temporário é achar que deve fazer o mínimo possível, já que, em tese, não irá permanecer na empresa. Mas, as experiências provam o contrário. Todos os anos, muitos funcionários temporários são efetivados.

E qual o segredo?

Para Sartori, o colaborador deve ser se esforçar, ser pontual, conhecer a empresa e fazer a diferença. Na era das redes sociais e smartphones, também é preciso ter cautela ao usar o celular. A recomendação é que ele seja utilizado apenas no tempo de descanso.

Para conseguir um espaço, o trabalhador ainda precisa convencer a empresa de que faz questão de estar ali. “Algumas pessoas continuam participando de outros processos seletivos, mesmo já estando empregadas. Isso deve ser evitado. Faltas também não costumam ser bem vistas durante o período de teste”, aconselha o consultor.

Escola do Comportamento

Em 10 anos de existência, o Grupo Sartori já recolocou mais de 10 mil profissionais. Há seis, foi criada a Escola do Comportamento, que dá treinamentos por meio de disciplinas como inteligência emocional, oratória, vendas, gestão de tempo, elaboração de currículo, entre outras.

Quer se conhecer melhor e ter mais chances na carreira? Informe-se em: www.escoladocomportamento.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *